Buscar
  • Noi Comunicação

6 dicas de UX (User Experience) para destravar sua loja virtual:



A pandemia trouxe a antecipação de uma transformação digital no hábito de consumo do brasileiro e isso gerou um aumento de mais de 40% de crescimento em 2020 das vendas online, se compararmos com o ano de 2019 (Fonte: Ebit/Nielsen). Esse aumento aponta que, hoje, somos mais de 41 milhões de usuários ativos no e-commerce.


Não foram apenas os números de compradores ativos que cresceram, o ticket médio de consumo online também aumentou, assim como a quantidade de lojas online. Segundo a ABCoom, 150.000 lojas virtuais foram criadas de março a julho de 2019 e isso significa que, praticar a venda online, já não é mais um futuro, é presente, e a concorrência está cada vez maior.

Com o aumento da demanda, mas também da oferta de lojas virtuais, olhar para a Experiência do Usuário nunca foi tão importante. Por isso, separamos para você algumas dicas valiosas que passamos aos nossos clientes na Consultoria de Marketing Digital para E-commerce:

1 - Invista em um layout prático, personalizado e atrativo.

O layout do site é um dos principais pontos se tratando de e-commerce. Quando falamos em praticidade, devemos levar em consideração alguns pontos:

Carregamento rápido de dados e layout responsivo (adaptável a diversos tipos de tela). Se levarmos em consideração que mais de 70% dos acessos brasileiros são feitos em smartphones, a velocidade de carregamento e a adaptação automática da tela são essenciais.


A identidade é fundamental para gerar lembrança da marca. Quando falamos em personalização, como agência especializada em Marketing Digital, não podemos deixar o branding de fora. Aposte em cores e formas que remetam ao seu conceito criativo, sem esquecer, é claro, de que o principal destaque deve ser a apresentação dos produtos.


Se tratando de atratividade, comece sua avaliação pela home, tendo uma boa divisão de categorias de forma bem visual, o sitemap muito claro e fácil de encontrar e coloque em destaque os principais produtos (os mais atrativos).


2 - Siga um padrão visual na apresentação dos produtos


Não podemos esquecer que em uma loja virtual não existe uma equipe especializada de vendas na linha de frente para apresentar o produto e agregar valor como nas lojas físicas. Sendo assim, a apresentação do site deve falar por si só. Crie um padrão visual claro que evidencie os detalhes do produto, de preferência com fundo neutro, não necessariamente branco, mas com poucos elementos no fundo que possam interferir na visualização do produto.


Invista também em imagens nítidas e amplas. Aqui é uma questão bem delicada, pois para que a imagem seja processada rapidamente, é necessário compactá-la para subir ao site, mas analise para que essa adaptação não interfira na qualidade da imagem.


As formas de apresentação do produto também são muito importantes. Quando falamos de vestuário ou acessórios é fundamental que tenha o produto em still (fundo neutro ou recortado, dando destaque total ao produto) e também aplicado (sendo usado/vestido em uma/um modelo de preferência seguindo as estratégias do marketing de diversidade). Em caso de objetos, é sempre bacana seguir o mesmo padrão, sendo o produto em still ou em um espaço semelhante ao ambiente em que o consumidor colocaria esse item (exemplo: se você trabalha com produtos alimentícios, uma boa ideia seria trabalhar com imagens do alimento no prato em cima de uma mesa arrumada).


3 - Utilize estratégias de SEO


Estratégia de texto otimizado para monitores de busca é essencial para rankear de forma orgânica o seu site. Desde o nome e descrição da imagem ao nome e descrição do produto, são fatores que influenciam diretamente se sites de busca, como o Google, irão encontrar seu produto. Então, se você está vendendo um vestido preto de cetim, deixe os nomes bonitinhos em segundo plano, descreva exatamente o que é o produto e a imagem, aumentando, assim, suas possibilidades de acessos.


4 - Formas de pagamento e Frete fazem parte da estratégia de vendas


A forma de pagamento é um fator mais relevante do que o preço, do ponto de vista do consumidor brasileiro. Escolha o método que melhor irá atender suas questões administrativas / financeiras e claro, ao seu cliente, sejam elas através de intermediadores (Ex: PicPay, PagSeguro e Mercado Pago), gateways que fazem conexão direta entre lojas virtuais e instituições financeiras, ou contrato com adquirentes (Ex: Stone, Rede, Cielo). O importante é ter todas as possibilidades possíveis: cartão de crédito ou débito, boleto, pix.


Apresentar possibilidades de parcelamento é altamente atrativo! Segundo a Ebiten/ Nielsen, uma média de 50% das compras de 2019 foram feitas no cartão de crédito, contendo ou não parcelamento. Contudo, repassar a taxa de parcelamento ao cliente pode gerar frustração e desistência, por isso, embutir esse valor no custo do produto é muito mais estratégico e aumentam as conversões.


Se tratando de frete, recomendamos que a simulação esteja sempre disponível para que o usuário possa consultar. Campanhas de frente grátis para determinada região ou pedido mínimo também aumentam as vendas, então, sempre que possível, agregue ao valor do produto o frete médio e ofereça a possibilidade de frete grátis.



5 - Tenha uma estratégia de marketing de automação integrada com a sua loja virtual


A automação de marketing é algo fundamental se tratando de e-commerce. Você pode automatizar envio de status do pedido, criar uma trilha de repescagem de carrinho abandonado ou até mesmo gerar necessidade através de comunicação direta e segmentada com aquele lead que acessou o seu site, mas não estava interessado em consumir naquele momento. A grande vantagem da automação atrelada ao seu e-commerce é que, independente do dia, horário ou de sua disponibilidade, você terá uma ação de marketing digital gerando relacionamento com o seu cliente ou potencial cliente.



6 - Faça integração da sua loja com o Facebook


Através da integração via pixel com o Facebook você consegue proporcionar uma experiência bacana mesmo quando o usuário não está mais no seu site. Com o pixel do Facebook instalado, você consegue criar campanhas de impulsionamento segmentadas de acordo com as páginas que o usuário navegou, ofertar cupom de desconto via redes sociais para quem visitou seu site em determinado momento, sem contar que ele adiciona, de forma automática, os produtos do e-commerce no seu catálogo do Instagram / Facebook. Assim o usuário pode navegar pelas suas redes sociais e ser redirecionado para a página direta do produto.


Clique aqui e saiba mais sobre campanhas pagas em redes sociais!


Sabemos que com tantas funções operacionais, dificilmente você terá tempo de olhar esses e outros detalhes de UX, por isso ter uma agência especializada em UX e automação para te dar consultoria irá aumentar sua produtividade e também o seu faturamento.


Somos especialistas em Marketing Digital há mais de 6 anos e temos diversos cases de sucesso na nossa jornada. Fale conosco e saiba como, juntos, podemos alavancar sua loja virtual.


> Clique aqui para falar com especialista!

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo